Início Agricultura CIM do Tâmega e Sousa faz levantamento das variedades hortofrutícolas tradicionais da...

CIM do Tâmega e Sousa faz levantamento das variedades hortofrutícolas tradicionais da região

COMPARTILHAR

No território do Tâmega e Sousa são ainda cultivadas variedades hortofrutícolas tradicionais que, em alguns casos, são apenas do conhecimento dos seus proprietários, existindo, por isso, o risco de poderem desaparecer no curto prazo.

No sentido de as preservar, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa), que integra os municípios de Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Penafiel e Resende, vai proceder à identificação e levantamento das variedades hortofrutícolas tradicionais existentes na região. Pretende-se, assim, conhecer e garantir a conservação das variedades hortofrutícolas tradicionais, contribuindo para a sua sustentabilidade.

A concretização bem-sucedida desta ação depende, em grande medida, da colaboração e dos contributos dos produtores de hortícolas e/ou árvores de fruto tradicionais, pelo que a CIM do Tâmega e Sousa apela à participação de todos neste processo.

Os interessados em colaborar neste levantamento poderão fazê-lo até 31 de agosto, inscrevendo-se no sítio da internet da CIM do Tâmega e Sousa, acessível em www.cimtamegaesousa.pt, através de e-mail, enviando uma mensagem para [email protected],  ou pelos telefones 968 385 206 e 255 718 340.

Após as inscrições, e durante o mês de setembro, uma equipa especializada da CIM do Tâmega e Sousa irá deslocar-se aos locais identificados pelos produtores, no sentido de proceder à identificação e levantamento das variedades tradicionais.

O levantamento das variedades hortofrutícolas tradicionais da região insere-se no âmbito da operação “Capacitar o Tâmega e Sousa para a Especialização Inteligente”, promovida pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e pela Associação de Municípios do Baixo Tâmega, sendo cofinanciada pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 − two =