Início Castelo de Paiva ARDA D’OURO – FESTIVAL DOS RIOS E GASTRONOMIA CATIVOU VISITANTES NA ZONA...

ARDA D’OURO – FESTIVAL DOS RIOS E GASTRONOMIA CATIVOU VISITANTES NA ZONA DE LAZER DO CHOUPAL

COMPARTILHAR
Executivo municipal e autarcas do Couto Mineiro do Pejão

     Traduziu-se num rotundo sucesso a 1ª edição do ARDA D’OURO – Festival dos Rios e Gastronomia, um evento promovido pela edilidade paivense, que teve lugar na área de lazer do Choupal, na zona ribeirinha de Pedorido, e que no passado fim de semana, contemplou um cartaz repleto de animação musical, gastronomia e tradição, não faltando motivos para centenas de visitantes vir ao território e degustar o que de melhor Castelo de Paiva tem para oferecer.

      Nesta jornada de convívio, orientada para a música, cultura e gastronomia, realizada junto às margens dos rios Arda e Douro, no espaço requalificado do Choupal, junto aosPassadiços do Douro, “ pretendeu-se cozinhar a história, a tradição, o património e a cultura paivense, apresentando em simultâneo, uma experiência culinária inovadora e criativa, tudo reunido na excelente qualidade dos produtos locais, dos peixes do rio, dos temperos da terra e da famosa cataplana de cobre produzida pelas mão hábeis dos artesãos paivenses.

      O edilidade de Castelo de Paiva incentivou a população a (re)descobrir o sabor do peixe dos rios que passam no território, onde o barbo, a boga, a truta, a tainha, muge, o lúcio e as enguias foram, nestas dias de festa, a especialidade gastronómica nesta zona do concelho, apresentados nas mais variadas combinações, regados com o bom azeite da terra, suculentos pratos de paire que foram para a mesa para ser apreciados, acompanhados pelos melhores vinhos verdes da Sub Região de Paiva.

      Na sua intervenção na cerimónia de abertura, o presidente da CM de Castelo de Paiva realçou a beleza e a excelência do local e referiu estar certo de que a Zona de Lazer do Choupal, quando estiver concluída, será um dos pontos de maior interesse turístico no concelho e vai atrair muitos visitantes, destacando a envolvência da comunidade no sucesso destes investimentos ribeirinhos, frisando que a obra é de todos, num projecto que ainda não está concluído e que vai continuar a desenvolver-se com qualidade e dimensão, de molde a marcar a diferença e a criar excelentes condições a quem visita o território, apreciando a hospitalidade que caracteriza os paivenses.

         Gonçalo Rocha espera ver concluído este projecto de requalificação o mais breve possível, apelando a todos que tenham em conta os valores da preservação e manutenção deste espaço ribeirinho, para que se mantenha um local agradável e sempre acolhedor, falando depois nas dificuldades que foi preciso enfrentar para avançar com o projecto, expropriando e negociando parcelas de terreno e lançar a obra, concretizando-se um desafio que muitos achavam impossível de realizar, agradecendo a todos os que, graciosamente, ajudaram nesta intervenção municipal, que turisticamente vai potenciar o território, contribuindo para dinamizar mais o concelho, evidenciando-se aqui o espírito de entre ajuda, a determinação e o gosto à terra que une as gentes de Paiva.

      O edil paivense prometeu não ficar por aqui e, em função das possibilidades e circunstancias existentes, quer ir mais longe apostando no sector do turismo, procurando dimensionar e crescer mais, referindo sobre Festival Arda D’Ouro, que é um evento que tem condições para se tornar uma referência na região, promovendo a excelência da gastronomia das zonas ribeirinhas, o convívio e valorizando as marcas e a identidade do território, concluindo que, todo este êxito conseguido, não seria possível sem a colaboração de todas as entidades e associações presentes que, com grande empenhamento e dinâmica, fizeram deste primeiro festival um evento a repetir neste local de grande beleza e de referência turística para todo concelho.

      Recorde-se que a iniciativa, da responsabilidade do Pelouro do Turismo, arrancou no Sábado, às 11 horas, com a actuação do Quinteto de Metais da Banda de Musica dos Mineiros do Pejão, e durante a tarde houve espaço para o folclore local com a participação do Rancho Folclórico da Senhora das Amoras, seguindo-se uma sessão deshowcooking com a apresentação da Cataplana de Payva, uma obra do refinado trabalho artesanal e artístico do cobre, tão enraizado em pequenas industrias existentes no concelho, que já evidenciam uma excelente “performance “ em matéria de exportação, registando-se depois uma actuação das Concertinas da Casa do Povo da Raiva, um concerto da Banda dos Mineiros do Pejão e, ao fim do dia, muita animação com o Sunset no Choupal com o DJ Rui Teixeira.

      Na manhã de Domingo realizou-se um convívio de Pesca Americana, com organização conjunta do CIDEP Fornos, ACD de Bairros e CCD de Real, tendo sido Eduardo Barbosa e Pedro Paiva, a dupla vencedora da prova, enquanto durante a tarde registou-se mais animação musical com os “ Dança Mais “ para potenciar um momento de alegria e bailarico, terminando a jornada com um concerto do grupo “ Senhor Camaleão “.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

three × five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.