Início Ciência Novo caçador de planetas passa pela Lua e capta 200 mil estrelas...

Novo caçador de planetas passa pela Lua e capta 200 mil estrelas numa só imagem

COMPARTILHAR

NASA / MIT / TESS

Clique na imagem para a ver na íntegra

A imagem – de milhares de estrelas e, provavelmente, centenas de planetas – é apenas um teste das câmaras do novo caça-planetas da NASA.

O novo caçador de planetas da NASA, o TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite), está um passo mais perto de procurar novos mundos depois de concluir com sucesso um “flyby” lunar no passado dia 17 de maio.

A nave passou a cerca de 8000 quilómetros da Lua, o que proporcionou uma assistência gravitacional que ajudou o TESS a navegar em direção à sua órbita final.

Como parte do comissionamento das câmaras, a equipa científica captou uma exposição de dois segundos usando uma das quatro câmaras do TESS. A imagem, centrada na constelação do hemisfério sul de Centauro, revela mais de 200.000 estrelas. A orla da Nebulosa do Saco de Carvão está no canto superior direito e a brilhante estrela Beta Centauri é visível em baixo e para a esquerda.

Espera-se que o TESS cubra uma área do céu superior a 400 vezes o correspondente à imagem com as quatro câmaras durante a sua busca inicial de dois anos por exoplanetas. Uma imagem de qualidade científica, também referida como imagem de “primeira luz”, deverá ser divulgada em junho.

O TESS vai receber um impulso final de propulsores no dia 30 de maio para entrar na sua órbita científica em torno da Terra. Esta órbita altamente elíptica maximizará a quantidade de céu que o satélite pode visualizar, permitindo monitorizar continuamente grandes áreas do céu.

Espera-se que o TESS inicie as suas operações científicas em meados de junho, depois de atingir esta órbita e de completar as calibrações das câmaras.

Lançado a partir de Cabo Canaveral, no estado norte-americano da Flórida, no dia 18 de abril, o TESS é o próximo passo na busca da NASA por planetas para lá do nosso Sistema Solar, conhecidos como exoplanetas.

A missão observará quase todo o céu para monitorizar estrelas brilhantes e próximas em busca de trânsitos – quedas periódicas no brilho de uma estrela provocadas pela passagem de um planeta em frente da estrela. Espera-se que o TESS descubra milhares de exoplanetas.

O Telescópio Espacial James Webb da NASA, com lançamento previsto para 2020, fornecerá importantes observações de acompanhamento de alguns dos exoplanetas mais promissores descobertos pelo TESS, permitindo que os cientistas estudem as suas atmosferas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × two =