Início Ciência Foram identificadas as mais antigas galáxias do Universo (às portas da Via...

Foram identificadas as mais antigas galáxias do Universo (às portas da Via Láctea)

COMPARTILHAR

(dr) Durham University

Os satélites ultra-leves estão entre as galáxias mais antigas do universo

Nas profundezas do espaço, astrónomos identificaram algumas das galáxias mais antigas do Universo a orbitarem a Via Láctea. Encontrar estas entidades cósmicas  é como encontrar os restos dos primeiros humanos que habitaram a Terra.

Segundo os autores da investigação, publicada nesta quinta-feira na revista Astrophysical Journal, as galáxias anãs Segue-1, Bootes I, Tucana II e Ursa Maior I, descobertas entre 2005 e 2015, terão mais de 13 mil milhões de anos. O Universo tem uma idade calculada em 13,8 mil milhões de anos.

A equipa de astrónomos estimou o tempo de formação destas galáxias-satélite da Via Láctea a partir de um modelo de formação de galáxias desenvolvido anteriormente, refere em comunicado a universidade britânica de Durham, que participou no estudo.

Um dos investigadores e diretor do Instituto para a Cosmologia Computacional da Universidade Durham, Carlos Frenk, compara os dados descritos à “descoberta da origem dos primeiros humanos que habitaram a Terra”. “É extremamente excitante“, disse o investigador ao The Independent.

A formação das primeiras galáxias levou ao fim do período das trevas do Universo, que durou cerca de cem milhões de anos.

De acordo com o estudo, foram identificadas duas populações de galáxias-satélite da Via Láctea: uma que nasceu durante a fase cósmica da escuridão e outra ligeiramente mais brilhante que se formou centenas de milhões de anos depois.

“Um aspeto interessante deste trabalho é ver que ele destaca a complementaridade entre as previsões de um modelo teórico e os dados reais“, disse Sownak Bose, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, que liderou a pesquisa.

“Há uma década atrás, as galáxias mais fracas nas proximidade da Via Láctea teriam passado despercebidas”, apontou, explicando que “com a crescente precisão dos atuais e futuros levantamentos, um novo conjunto de pequenas galáxias chegou até à luz, permitindo-nos testar modelos teóricos em novos regimes”, rematou o investigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 4 =