Início Ciência NASA adia para domingo o lançamento da sonda que vai “tocar” no...

NASA adia para domingo o lançamento da sonda que vai “tocar” no Sol

COMPARTILHAR

A NASA decidiu adiar o lançamento da sonda Parker devido a um problema com a pressão de gás hélio na nave. O lançamento está agora marcado para domingo.

Estava já tudo preparado até que o relógio foi interrompido. O lançamento da Sonda Solar Parker, a partir do Cabo Canaveral, na Florida, estava previsto para as 3h33 (8h53, hora de Lisboa), com uma janela de oportunidade de 65 minutos que acabou por fechar.

Quando faltavam apenas quatro minutos para o lançamento, o relógio foi interrompido para resolver problemas que foram identificados na reta final. O relógio foi reiniciado por volta das 9h24, mas parou dois minutos depois e voltou atrás, aos quatro minutos. Segundo o Observador, o lançamento foi assim adiado por cerca de 24 horas.

As duas tentativas realizadas pela agência espacial foram adiadas devido a problemas de pressão relacionados com as botijas de gás hélio, verificados minutos antes da descolagem.

O lançamento da Parker foi assim adiado para este domingo para as 3h31 locais. Caso os problemas persistam, a tentativa seguinte irá acontecer na segunda-feira.

A janela de tempo tão pequena deve-se ao facto de o primeiro destino ser Vénus. Além disso, é preciso reduzir a exposição da Parker ao Cinturão de Van Allen que lhe poderia causar danos, visto que é um cinturão de partículas carregadas, transportadas por ventos solares, que são capturadas pelo campo magnético da Terra.

Como seria de esperar, enviar uma sonda em direção ao Sol tem vários desafios, sendo que o primeiro é contrariar o movimento da Terra. Como o nosso planeta descreve uma órbita em torno do Sol, qualquer objeto lançado para fora da atmosfera tem tendência a seguir essa órbita.

No entanto, se assim fosse, a Parker nunca chegaria ao destino. Para contrariar essa força, é preciso 55 vezes mais energia para lançar uma sonda em direção ao Sol do que para Marte. Aliás, é por este motivo que se justifica a escolha do foguetão Delta IV Heavy, pela necessidade de impulsão da sonda e pela capacidade de acomodar um terceiro sistema de propulsão.

A NASA adianta ainda que, caso o lançamento não se realize até segunda-feira, há uma janela para o lançamento bem sucedido até ao dia 23 de agosto. Este período de tempo é considerado determinante por que a sonda vai depender da gravidade de Vénus para a colocar na direção certa rumo ao Sol.

Seis semanas após o lançamento, a Parker vai encontrar a gravidade do planeta Vénus que vai servir para abrandar a sua velocidade e, assim, orientá-la no caminho certo.

A Sonda Solar Parker vai aproximar-se da superfície do Sol como nunca antes uma sonda o fez , permitindo obter as observações mais próximas de uma estrela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

7 − four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.