Início Ciência Seca prologada revela vestígios da “Atlântida” alemã

Seca prologada revela vestígios da “Atlântida” alemã

COMPARTILHAR

O período de seca prolongada que atinge a Alemanha revelou – quase por magia – vestígios de uma aldeia perdida no centro da país, no estado de Hesse, conhecida localmente com a “Atlântida do Lago Eder”.

No estado alemão, perto da cidade de Waldeck, foram encontradas ruínas de uma aldeia, entre os quais uma ponte de pedra e fundações de edifícios antigos.

O assentamento, conhecido como Berich, foi abandonado há mais de um século, quando uma grande represa e reservatório foram construídos, acabando por inundar o local.

A seca prolongada que a Alemanha vive levou as autoridades locais a drenar o reservatório – o terceiro maior do país, de acordo com o Newsweek -, de forma a garantir que os níveis de água do rio Weser continuassem suficientemente altos.

Como resultado, secções de uma ponte de pedra e fundações de uma vila – que viva nas margens do rio Eder – acabaram por emergir das águas.

A Alemanha, tal como outros países da Europa, tem vivo um verão excecionalmente quente e seco, registando temperaturas recorde e os níveis das águas caíram para os valores mais baixos registados em anos.

As secas severas têm revelado monumentos arqueológicos um pouco por toda a Europa, incluindo a Irlanda e o Reino Unido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 + 2 =