Início Crónicas Crónica: Um pouco de mim, da freguesia de Bairros e da filosofia

Crónica: Um pouco de mim, da freguesia de Bairros e da filosofia

COMPARTILHAR

É com orgulho que faço minha parte ao colocar o nome da freguesia de Bairros, em Castelo de Paiva, no hall da filosofia, assim como em evidência na imprensa nacional e internacional.

Orgulhosamente de sangue português, sempre estive a trazer comigo o amor por esta pátria, que me fora ensinado pelos meus pais a amar e prezar, abraçar a bandeira vermelha e verde, que carrego desde criança comigo. Escolhi a natureza exuberante e a pacificidade desta vila, que me fora apresentada por amigos de longa data que aqui estiveram e que aqui estão, para viver e inspirar-me,

A terra que escolhemos é aquela pela qual nos apaixonamos, e o sangue que circula em minhas veias é o de uma nação que se orgulha de sua história, da mesma forma em me orgulho de poder dizer a toda imprensa e para toda gente que sou luso, e também sou brasileiro, porém mais luso do que brasileiro, e ao anunciar que novamente deixo meu selo filosófico para quem o queira apreciar, seguir, espelhar-se ou apenas basear-se.

Desde pequeno tenho escrito sobre filosofia e feito poemas, porém nunca como profissão, mas sempre apenas por amor à Sabedoria e para externar questionamentos que estão cá dentro de mim, e repensar o por quê de aqui estarmos, pela óptica de um observador e pensador.

Um dos meus maiores desejos é poder compartilhar o que penso com toda gente, e trazer por meio disso o diálogo e o debate filosófico. O meu livro de frases e pensamentos, intitulado ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’, hoje encontra-se na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro (Brasil), Biblioteca Municipal de Castelo de Paiva, Biblioteca da Universidade Gregório Semedo (Angola) e a Biblioteca São Lázaro em Lisboa. Tais cidades e centros académicos, são importantes polos culturais e de influência regional e global. Agora também poderá ser encontrado na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, um dos mais antigos centros académicos do mundo, que tenho como referência e orgulho de minha nação.

Meu intuito ao escrever um livro com frases filosóficas, foi destinar à atualidade, um livro fino, de poucas páginas, que não amedronte aos que não tem o hábito da leitura, pois vivemos na era dos 150 caracteres, do Twitter, da internet, uma época em que o exagero do pragmatismo, do objetivo e do prático, aliados à preguiça dos nossos dias, manifesta-se no cotidiano social. Apesar de curtas, as frases do meu livro são voltadas ao processo de reflexão pessoal, individual e coletiva, seja em sala de aula, em uma roda de amigos, ou sozinho em casa.

O livro já encontra-se em algumas poucas escolas, mas meu principal objetivo, é que ele possa estar em muitas escolas. Em um mundo digital, onde a rede social tornou-se o principal foco das crianças e dos jovens, a filosofia volta à cena cultural, mas reformulada. A filosofia hoje é um dos remédios para os diversos problemas que estamos a viver na sociedade, como consequência de um empobrecimento cultural, da extrema objetividade da internet, da globalização e do avanço tecnológico e intelectual.

A filosofia é a busca por entender a razão e motivo da vida, ou pelo menos buscarmos inúmeras razões para algumas razões. A filosofia é para percebermos que o fim é igual para todos e que nada sabe-se após isto. Filosofia é também uma estratégia para a busca da felicidade, para encontrar meios para tentar ser mais felizes. A filosofia está na maneira que levamos a vida e portamo-nos na sociedade, pois filosofia é a vida e é a razão.

Então, a minha tese final é de que toda criança e jovem tenha acesso à filosofia, e que esta possa ajudar a formar grandes adultos de bom carácter, e que seu papel na sociedade tenha como resultado um grande legado a não ser esquecido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

four × 3 =