Início Crónicas Crónica: O Amor não flui como nos verões de outrora

Crónica: O Amor não flui como nos verões de outrora

COMPARTILHAR

O verão, diz-nos a experiência, é feito de momentos de extrema riqueza com reflexos na gestão dos tempos que teremos que percorrer até o próximo verão.

Cada qual da sua varanda idealiza o seu verão!

Sempre gostei do verão, sempre o associei a liberdade de movimento, a pouca roupa, a sorrisos, ao contacto com nova gente.

Este verão, o de 2018, será culpa minha, pareceu-me menos verão!

Muito formatado, ambíguo, sem artistas!

O verão não é mais tempo de quimeras, o Amor não flui como nos verões de outrora, assim, e por isso, aguardo que o inverno que aí vem, me surpreenda,  me dê aquilo que nunca prometeu.

Manuel Vieira 


  • Espaço livre para publicações de crónicas e poemas. Os textos não são editados nem alterados.
  • A responsabilidade pelo texto aqui redigido é inteiramente do autor e seu envio é registado via assinatura digital. 
  • Tens uma crónica ou um poema? Enviem-nos para [email protected] ou por mensagem em nossa página no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

five × three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.