Início Economia Procura-se: licenciados por 120 euros por mês para estágios

Procura-se: licenciados por 120 euros por mês para estágios

COMPARTILHAR

A Universidade de Aveiro está a anunciar, no seu portal de estágios e saídas profissionais, oportunidades de emprego para licenciados com uma remuneração mensal de 120 euros. Uma situação “inconcebível”, acusa o Bloco de Esquerda.

O Jornal de Negócios dá conta do desconforto dos bloquistas com este caso, divulgando o teor da pergunta que os deputados Moisés Ferreira e Luís Monteiro endereçaram ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior a propósito da situação.

Em causa estão dois anúncios publicados no site do Gabinete de Estágios e Saídas Profissionais (GESP) da Universidade de Aveiro (UA), para estágios na área do Design Gráfico e da Comunicação que referem uma remuneração mensal de 120 euros.

O Negócios realça que os anúncios visam “recrutar bacharéis e licenciados na área de Design, ou indivíduos com Curso de Especialização Tecnológica na área do Design de Calçado e Marroquinaria, durante seis meses, com um vencimento de 120 euros mensais”.

Este anúncio é inconcebível“, salientam os deputados do Bloco de Esquerda (BE), considerando que “mais inconcebível ainda é o facto de um gabinete de uma universidade pública estar a divulgar tais anúncios”, como cita o Negócios.

“A remuneração de 120 euros por um estágio é um insulto a qualquer bacharel ou recém-licenciado”, acusam os bloquistas, frisando que “é a promoção da precariedade e exploração mais abjecta”.

A título de comparação, o Bloco lembra os valores pagos pelos estágios profissionais realizados ao abrigo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), designadamente de 600 euros mensais para quem tenha um Curso de Especialização Tecnológica, e de 707 euros mensais para os licenciados. A estas verbas acrescem ainda, os subsídios de refeição e o seguro de acidentes de trabalho.

Deste modo, o Bloco apela à retirada dos referidos anúncios e recomenda à UA que “defina critérios exigentes para a admissão e divulgação de ofertas de estágio e de emprego”, com o intuito de garantir a “protecção dos direitos laborais dos estudantes e ex-estudantes”.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nineteen − three =