Início Economia Dispara número de portugueses a ganhar salários superiores a três mil euros

Dispara número de portugueses a ganhar salários superiores a três mil euros

COMPARTILHAR

Num ano, portugueses a ganharem salários de topo aumentaram 34,5%. Por outro lado, há menos 162 mil pessoas a receberem menos de 600 euros líquidos.

De acordo com o inquérito ao emprego do Instituto Nacional de Estatística (INE), cujos resultados foram revelados na edição desta quinta-feira do Jornal de Notícias, há cada vez mais salários de topo e menos salários muito baixos.

Os salários superiores a três mil euros são os que crescem ao ritmo mais elevado e os salários baixos, que rondam o mínimo nacional previsto na lei, estão em queda.

No segundo trimestre deste ano, Portugal tinha menos 162 mil pessoas a ganharem menos de 600 euros líquidos, em comparação com o mesmo período de 2017. Estes números correspondem a uma descida de 14,4% em relação ao cenário do ano passado.

Isto significa que há cada vez mais pessoas com salários nos escalões próximos da média nacional dos salários portugueses, ou seja, 887 euros. De acordo com o diário, quase metade dos trabalhadores portugueses tem salários entre 600 e 1200 euros, uma subida de 8,3%.

Já acima dos 1200 a evolução tem sido ainda mais surpreendente, uma vez que quase 70 mil pessoas ganham um ordenado acima da média para a economia portuguesa, um crescimento de 10,2%. Mas são os salários acima dos 3000 euros que crescem a um ritmo claramente mais elevado: 34,5% em apenas um ano.

Ainda assim, um em cada cem portugueses ganha aquele que é considerado um salário de topo.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 − one =