Início Ciência Mistério das filhas solteiras resolvido. A culpa é da mãe

Mistério das filhas solteiras resolvido. A culpa é da mãe

COMPARTILHAR

teensafe.com

Segundo um novo estudo, mães e filhas tendem a ter um número semelhante de casamentos ou relacionamentos, devido a características genéticas.

Para chegar a essas conclusões, Claire Kamp Dush, professora da Universidade do Ohio, e a sua equipa estudaram dados de duas pesquisas realizadas nos EUA: o Levantamento Longitudinal Nacional da Juventude de 1979 e o Levantamento Longitudinal Nacional da Juventude: Criança e Jovem Adulto, que acompanha todos os filhos das mulheres no primeiro inquérito.

Assim, os investigadores analisaram dados sobre as relações de 7.152 pessoas na segunda geração do inquérito, bem como dados sobre as relações das suas mães.

De acordo com estudo, publicado a 13 de novembro na revista Plos One, a primeira constatação feita nessa base foi a associação entre o número de companheiros que teve a geração mais jovem e a geração das suas mães.

A ligação em si não foi muito surpreendente, disse Kamp Dush, tendo em conta que muitos investigadores descobriram que, quando os pais se divorciam, os filhos mostram ter menos confiança no casamento e nos compromissos de longo prazo. Mas, por causa dos dados de longo prazo disponíveis, a equipa pode encontrar o “porquê” da ligação entre os padrões de relacionamento das mães e filhas.

Os investigadores consideram que este facto não é explicado pela instabilidade económica ou pela quantidade de ruturas que as filhas presenciam. Em vez disso, a equipa estabeleceu que certas características do caráter ou atitude da mãe podem ser transmitidas para a geração seguinte, afetando os relacionamentos das suas filhas.

Nesse sentido, o estudo sustenta que as mulheres que sofreram muitas ruturas sentimentais podem ter tido problemas – que as filhas acabam por herdar, seja através do próprio exemplo ou geneticamente. A falta de competências para resolver conflitos ou problemas de saúde mental que dificultam a permanência num relacionamento são alguns dos exemplos.

“Estamos a especular, mas sinto-me muito bem com esta especulação”, disse Kamp Dush. Estudos futuros deverão testar fatores pessoas específicos como resolução de conflitos. As habilidades de relacionamento podem ser aprendidas, por isso as pessoas podem ser ajudadas a melhorar os seus relacionamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.