Início País Metade das crianças até aos três anos não tem vaga em creches

Metade das crianças até aos três anos não tem vaga em creches

COMPARTILHAR

Metade das crianças até aos três anos não têm vaga nas creches portuguesas, principalmente nos grandes centros urbanos. Este ano há quase menos 17 mil lugares nestes estabelecimentos.

O número de vagas em creches diminuiu este ano, contrariando a tendência de crescimento dos últimos anos. Segundo o Jornal de Notícias, apenas metade das crianças até aos três anos tem lugar nas creches portuguesas, situação que preocupa as famílias que não têm onde deixar os filhos.

A Associação de Creches e Pequenos Estabelecimentos de Ensino Particular (ACPEEP) atribui esta diminuição do número de vagas à crise e ao aumento de concorrência, que terá levado muitas instituições privadas a fechar. De acordo com o diário, este ano há quase menos 17 mil lugares nestes estabelecimentos.

A tendência de aumento constante do número de vagas inverteu-se. Em 2016, havia 118 mil vagas em creches sendo que destas, 74.340 eram em instituições com acordo de cooperação (com financiamento do Estado) e 43.660 privadas. Por sua vez, em abril deste ano havia 114.108 lugares – 87.247 em creches públicas e 26.861 em privadas.

Esta queda deve-se apenas à diminuição de vagas nas creches privadas. Apesar de o número de lugares ter subido nos estabelecimentos com acordo de cooperação, esse aumento não foi suficiente para fazer face à queda nos estabelecimentos privados. Desde 2009, quase 30% dos associados da ACPEEP fecharam, adianta o jornal.

Ao JN, Manuela Silva, da ACPEEP, garante que em muitos concelhos o fecho das creches privadas deixou os pais sem alternativas. A responsável lamenta ainda que sejam as privadas a fechar, já que ao contrário das creches com acordo de cooperação não custam nada ao Estado.

João Dias, presidente adjunto da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social, acredita que o mapa de creches não está alinhado com as necessidades demográficas, afirmando que há creches em locais onde não são necessárias.

O Ministério do Trabalho e da Segurança Social afirma que reforçou a oferta de creches, com a celebração de novos acordos de cooperação de modo a criar mais 3.000 lugares entre 2016 e 2018.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

five × 2 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.