Início País Polícia espanhola investiga morte do empresário Pedro Queiroz Pereira

Polícia espanhola investiga morte do empresário Pedro Queiroz Pereira

COMPARTILHAR

Mario Cruz / Lusa

O empresário terá morrido após uma queda acidental no seu iate, em Ibiza

A morte do empresário Pedro Queiroz Pereira, no sábado, no seu iate na ilha espanhola de Ibiza, está a ser investigada pela Polícia Nacional de Espanha, disse fonte desta corporação, remetendo mais esclarecimentos para esta segunda-feira.

De acordo com o Diario de Ibiza, o empresário, de 69 anos, deu uma queda nas escadas e faleceu no sábado ao final da noite, no seu iate atracado no porto da cidade de Ibiza, na ilha de Ibiza, no arquipélago espanhol das Baleares.

O jornal afirma que a Polícia Nacional abriu uma investigação, apesar de os factos apontarem para ter sido “um fatal acidente”.

O Diario de Ibiza refere ainda que, “segundo as primeiras investigações feitas pelos agentes da Polícia Nacional, tudo indica que o falecido sofreu uma queda numas escadas do iate que foi fatal. Embora haja poucas dúvidas sobre o que aconteceu, a delegacia [policial] de Ibiza abriu uma investigação para esclarecer o sucedido”.

A presença das patrulhas da Polícia Nacional, da Polícia Portuária, de duas ambulâncias e de dois carros de bombeiros, gerou uma grande curiosidade entre os turistas, que eram muitos àquela hora no porto.

O jornal refere dificuldades na trasladação do corpo do empresário para terra firme, referindo que os bombeiros estiveram no local entre as 02:37 e as 03:40 da madrugada deste domingo.

Segundo a publicação, o iate tem mais de 30 metros de comprimento e estava ancorado na zona portuária de Magna Ibiza.

O empresário Pedro Queiroz Pereira, um dos mais importantes de Portugal, era dono da Navigator (antiga Portucel) e da cimenteira Secil. Morreu no sábado à noite, aos 69 anos, em Ibiza, onde passava regularmente férias.

Segundo a revista Exame, era detentor de uma fortuna avaliada em 779 milhões de euros, o que fazia dele o sétimo homem mais rico do país.

Acionista maioritário do grupo Semapa, proprietário da Navigator, mas também da cimenteira Secil e de negócios na área do ambiente e da energia.

Marcelo lamenta morte do “grande industrial”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou este domingo a morte “prematura” de Pedro Queiroz Pereira, lembrando o “grande industrial” que foi.

Na nota de pesar publicada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa “apresenta suas sentidas condolências à família de Pedro Queiroz Pereira”.

O Presidente da República lamenta ainda “o prematuro desaparecimento desse grande industrial português”.

Semapa expressa pesar por “referência”

O Conselho de Administração da Semapa expressou o “mais profundo pesar” pela morte do empresário Pedro Queiroz Pereira, que classificou como uma “referência” no meio industrial, em informação remetida ao mercado.

“O Conselho de Administração da Semapa expressa, com muita tristeza, o seu mais profundo pesar pelo falecimento de Pedro Mendonça de Queiroz Pereira, principal acionista do grupo e presidente do Conselho de Administração”, lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)

De acordo com a Semapa, o empresário foi “uma referência” no meio industrial, com “raras qualidades humanas e profissionais e um notável espírito empresarial”.

A empresa destacou ainda “o estilo único de liderança” de Queiroz Pereira, que foi pautado por uma “gestão de rigor, que permitiu expandir e internacionalizar de forma sustentável” o grupo.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen + 6 =