Início País Helene passa nos Açores sem fazer grandes estragos

Helene passa nos Açores sem fazer grandes estragos

COMPARTILHAR

Homem de Gouveia / Lusa

A tempestade tropical Helene, que se previa passar muito perto das ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo) do arquipélago dos Açores durante a madrugada, já está a afastar-se do território.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma melhoria gradual do estado do tempo nos Açores, à medida que o ciclone Helene se afasta do arquipélago.

Pelas 00h00 (mais uma hora em Lisboa), o centro da tempestade tropical localizava-se a 105 quilómetros a norte-nordeste da ilha das Flores, com deslocamento a cerca de 39 quilómetros por hora, indicou o IPMA no último comunicado enviado às redações.

O alerta vermelho nas ilhas das Flores e Corvo, no Grupo Ocidental, foi retirado às 00h00 (mais uma hora em Lisboa), mas mantém-se o aviso amarelo relativo à precipitação e ao vento.

A aproximação da tempestade tropical, que durante a semana chegou a ter o nível de furacão de categoria 2, fez-se sentir durante o dia de sábado, com a ocorrência de precipitação forte e do aumento da intensidade do vento e da agitação marítima.

Até às 20h00 de sábado não havia registo de ocorrências nas ilhas do grupo ocidental, depois de os meios destacados no terreno terem feito uma inspeção aos pontos considerados mais críticos, nas estradas e nas linhas de água.

O agravamento do vento, da precipitação e da agitação marítima também se sentiu no grupo central – Terceira, Graciosa, Pico, Faial e São Jorge -, embora com menor intensidade, enquanto as ilhas do grupo oriental – São Miguel e Santa Maria – deverão ser as menos afetadas.

A Proteção Civil dos Açores está de prevenção, com um reforço dos meios humanos no grupo ocidental, tendo sido enviado um dispositivo operacional e uma equipa da Direção Regional de Saúde.

Aos habitantes das ilhas, a Proteção Civil recomenda que não obstruam estradas e linhas de água, não deixem objetos soltos, que fechem janelas e portas, não façam viagens durante o pico da tempestade e não fiquem na orla costeira.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eight + 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.