Início País Armando Vara pode entrar na prisão na terça-feira (e vai pelo próprio...

Armando Vara pode entrar na prisão na terça-feira (e vai pelo próprio pé)

COMPARTILHAR

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Armando Vara está a um passo da cadeia. A condenação a cinco anos de prisão no processo Face Oculta deverá transitar em julgado já esta terça-feira e o antigo governante pode entrar na prisão nesse mesmo dia.

Há a possibilidade de o ex-ministro tentar levantar algum incidente processual para que a decisão só se torne efetiva depois do Natal. Ao Correio da Manhã, o advogado Tiago Rodrigues Bastos, que defende Armando Vara, deu conta de que ainda não levantou qualquer incidente, mas que o poderá fazer até ao final do dia.

Além disso, garantiu que Armando Vara não irá esperar pela emissão de mandados de detenção e mal a decisão transite em julgado – o que poderá acontecer amanhã – o ex-ministro irá entregar-se na cadeia.

O meu cliente não vai fugir à Justiça”, assegurou Tiago Rodrigues Bastos. Armando Vara esgotou já todas a instâncias de recurso, isto depois de recentemente o Tribunal Constitucional ter indeferido uma reclamação do antigo ministro.

“Ele tinha esperança nesta decisão do Tribunal Constitucional, porque, de facto, nós entendíamos que tínhamos razão. Agora, não. Está a mentalizar-se para a situação que vai sofrer”, afirmou o advogado, logo após ser conhecida a decisão, dando nessa altura conta de que esperava que o seu cliente conseguisse passar o Natal em casa.

Armando Vara foi condenado em 2014 pelo Tribunal de Aveiro a uma pena de cinco anos de prisão efetiva por três crimes de tráfico de influência. O coletivo de juízes deu como provado que o antigo ministro recebeu 25 mil euros de Manuel Godinho, principal arguido no caso Face Oculta, como compensação por ter feito diligências para favorecer as empresas do sucateiro de Ovar.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 + two =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.