Início Penafiel Penafiel: Prisão preventiva para homem que esfaqueou companheira

Penafiel: Prisão preventiva para homem que esfaqueou companheira

COMPARTILHAR

O homem que esfaqueou a companheira e abandonou-a com a faca espetada nas costas, numa pequena quinta às portas da cidade de Penafiel, onde ambos trabalhavam, ficou em prisão preventiva. Contudo, a medida de coação só foi decretada, na manhã de sábado, quando o trabalhador agrícola, de 43 anos, foi presente ao juiz de instrução criminal pela segunda vez. Na primeira ocasião, ocorrida na tarde de sexta-feira da semana passada, o indivíduo alegou que se sentia mal e que estava com tremores, obrigando à suspensão do primeiro interrogatório judicial para que fosse transportado ao Hospital Padre Américo. Após ser observado pelo médico teve alta hospitalar e regressou aos calabouços do quartel da GNR, onde já tinha passado a madrugada seguinte a ter sido detido.

Para a aplicação da prisão preventiva contou o passado conturbado do arguido. Segundo se apurou, Z. B. já esteve envolvido em cerca de 15 processos judiciais. Uns por violência doméstica relativamente a outras companheiras e outros por agressões em cafés e ainda por ofensas a agentes da autoridade.

Ao início da noite de quinta-feira, voltou a agredir a atual companheira, com quem vivia há cerca de quatro anos. Tudo aconteceu quando o casal estava a trabalhar numa pequena quinta, situada em Marecos, Penafiel, e, por motivos desconhecidos, iniciou uma discussão.

Durante o confronto, o trabalhador agrícola espetou uma faca nas costas da companheira e abandonou o local sem pedir ajuda ao prestar auxílio à vítima. Posteriormente, dirigiu-se para casa, em Rans, onde, à chegada dos bombeiros e militares da GNR, ameaçou suicidar-se, obrigando à intervenção da equipa de psicólogos do INEM, que o encaminhou para o Hospital Padre Américo. Ainda durante essa noite, teve alta médica e foi detido por tentativa de homicídio.

No Hospital de Penafiel continua internada a mulher agredida. Apresenta um ferimento nas costas, mas não corre risco de vida.

Fonte: A Verdade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 + four =