Início Economia Costa aposta em programa de Passos que se fartou de criticar

Costa aposta em programa de Passos que se fartou de criticar

COMPARTILHAR

António Costa anunciou, durante o congresso do PS, que a aposta no regresso dos jovens emigrantes será “uma das prioridades” para o próximo Orçamento do Estado. Uma novidade que choca com a posição que assumiu, quando estava na oposição, de forte crítica ao programa lançado pelo Governo de Passos Coelho com o mesmo objectivo.

O programa VEM – Valorização do Empreendedorismo Emigrante – foi lançado com pompa e circunstância pelo governo de Passos Coelho em Março de 2015, mas “desapareceu em 2016 quase sem deixar rasto”, atesta o Diário de Notícias.

O Governo de António Costa deixou cair o programa, isto depois de o actual primeiro-ministro ter sido muito crítico relativamente à medida quando estava na oposição.

Mas agora, o líder socialista apresenta como grande “prioridade” do seu Governo para o Orçamento de Estado para 2019 a aposta em “criar condições únicas e extraordinárias” para promover o regresso dos jovens que se viram obrigados a emigrar.

Na prática, Costa recupera o programa de Passos Coelho que tanto criticou, embora provavelmente com moldes diferentes que ainda não são conhecidos.

O Diário de Notícias avança que o VEM engendrado pelo anterior Governo social-democrata “era lento e atingia poucos jovens”.

Enquanto esteve em vigor, o VEM teve um investimento de 381 mil euros, abrangendo “21 projectos”, dos quais apenas dois “não se concretizaram (um por impossibilidade na atribuição do visto da Venezuela para Portugal e outro por desentendimento entre os potenciais sócios)”, frisa o DN com base em dados do Governo.

O programa atingiu apenas 35 pessoas.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nineteen + 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.