Início País Marcelo está preocupado com o crescimento das ditaduras. “Não é uma boa...

Marcelo está preocupado com o crescimento das ditaduras. “Não é uma boa notícia”

COMPARTILHAR

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República está preocupado com o aumento de ditaduras no mundo. Esta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que o grande desafio da justiça é, por um lado, mais liberdade e, por outro, mais igualdade.

No Porto, onde esteve esta terça-feira para a abertura do Congresso da União Internacional de Advogados que debateu a luta contra a escravatura, Marcelo Rebelo de Sousa questionou o aumento do número de ditaduras no mundo, afirmando não ser “uma boa notícia”, defendendo que o “grande desafio da justiça é, por um lado, mais liberdade e, por outro, mais igualdade”.

“Se olharmos para o mundo, o número de democracias vai diminuindo e o número de ditaduras vai aumentando, isso não é uma boa noticia”, afirmou o Presidente, em declarações aos jornalistas, no final da sua intervenção na Alfândega do Porto.

Segundo o Público, Marcelo sublinhou ainda que “há cada vez mais leis contra a escravatura e, infelizmente, há cada vez mais novos escravos a começar em muitos imigrantes nas redes clandestinas que os exploram”.

Durante a sua intervenção, o chefe de Estado deteve-se nos radicalismos, na xenofobia e no hipernacionalismo. “A crise nos sistemas económicos, sociais e políticos criam um tipo de tentação ao radicalismo, à xenofobia e ao hipernacionalismo e, por às vezes, ao populismo, o que é contrário à racionalidade nesses casos”, afirmou.

A justiça mereceu também a atenção do Presidente da república, que manifestou a sua preocupação pela lentidão deste setor, dizendo ainda que cabe aos advogados continuar a defender o princípios fundamentais do Estado de direito.

Ver que o “direito e a política não acompanham a velocidade da mudança científica, tecnológica, económica, financeira e social” preocupa Marcelo, que, dirigindo-se à plateia de advogados presente na sala, decretou: “Cabe a vocês defender a constitucionalidade, a legalidade, os direitos humanos e lutar contra o abuso de poder político, económico, social, administrativo”.

O congresso da União Internacional de Advogados decorre até sábado, no Porto, cidade que o Presidente da República apontou como um exemplo de liberdade e que sempre lutou pela democracia.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

ten − nine =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.