Início Economia Jerónimo não desiste de salário mínimo em 650 euros em 2019

Jerónimo não desiste de salário mínimo em 650 euros em 2019

COMPARTILHAR

Tiago Petinga / Lusa

Jerónimo de Sousa, garantiu na quinta-feira, em Setúbal, que não vai desistir do aumento do salário mínimo nacional para 650 euros no próximo ano.

O aumento do salário mínimo é “um combate que não desistimos de travar, apesar da oposição do PS, PSD e CDS ao projeto de valorização do salário mínimo que o PCP apresentou na Assembleia da República debatido há dias”, assegurou o secretário-geral do PCP numa sessão pública.

São os trabalhadores que produzem a riqueza e a riqueza tem de ser distribuída de forma mais justa”, referiu Jerónimo de Sousa .

O líder comunista frisou que o partido vai continuar a lutar pela valorização geral dos salários, incluindo a fixação do salário mínimo nacional em “650 euros em 01 de janeiro de 2019″.

“Nós que falamos aqui em reformas, não tenhamos ilusões. Enquanto existirem baixos salários, existirão baixas reformas e a luta pela valorização dos salários é uma batalha importante”, disse.

O secretário-geral comunista defendeu também que os dados estatísticos da atualidade mostram como as “teorias do Governo PSD e CDS” estavam erradas e que não era preciso “exploração e empobrecimento”.

“O Governo PSD e CDS dizia que era preciso fazer sacrifícios, que era inevitável que a política de exploração e empobrecimento prosseguisse tanto naqueles quatro anos, como nos anos seguintes se fossem Governo. E, afinal, a vida provou que não era inevitável esse caminho da exploração e empobrecimento. Afinal os dados estatísticos mostram que a economia cresceu e que as pessoas têm capacidade de consumo”, apontou.

Para Jerónimo de Sousa, “o caminho da valorização dos salários é bom para a economia, é bom para o país e é bom para os trabalhadores”.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

six − two =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.