Início País Refugiados esperaram meses pela assinatura do ministro para obter estatuto

Refugiados esperaram meses pela assinatura do ministro para obter estatuto

COMPARTILHAR

Dezenas de refugiados acolhidos em Portugal estiveram vários meses à espera da obtenção do estatuto já depois de terem conseguido o parecer favorável do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Dezenas de refugiados acolhidos por Portugal estiveram meses à espera que lhes fosse atribuído o estatuto de refugiados, mesmo depois de terem recebido o parecer favorável pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Segundo o jornal Público, há 129 processos que esperam, no Ministério da Administração Interna (MAI), a atribuição do estatuto, já depois de terem recebido o parecer do SEF.

O MAI nega existência de processos pendentes. “À data de hoje [quinta-feira] não se encontram processos pendentes de despacho do ministro da Administração Interna referentes a asilo e proteção subsidiária”, informou.

O matutino contactou algumas associações que referiram a existência de 85 processos à espera da atribuição fiscal do estatuto de asilo e proteção subsidiária, mas fonto do processo diz que são quase 129.

O prazo previsto pela Lei do Asilo para o ministro assinar uma proposta de decisão favorável, a partir do momento em que ela é entregue pelo SEF, é de oito dias. A atribuição de um cartão e autorização de residência a um requerente de asilo está dependente do despacho do ministério.

A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) adiantou ao jornal diário que tinha 66 processos pendentes, já com aprovação por parte do SEF, revelando não saber o porquê de muitos deles estarem há cerca de um ano a esperar pela aprovação. Na semana passada, foi-lhes dito que os processos estavam em vias de resolução.

Ao Público, o novo coordenador da PAR, André Costa Jorge, denunciou a situação, afirmando que “há pessoas em situação grave de falta de estatuto, que já receberam proposta de decisão final favorável por parte do SEF, mas que ainda estão à espera da homologação da mesma pelo Ministério da Administração Interna”.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nine + 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.