Início Sociedade Castelo de Paiva põe instituições de apoio à deficiência a partilhar experiências

Castelo de Paiva põe instituições de apoio à deficiência a partilhar experiências

COMPARTILHAR

A rede social de Castelo de Paiva, coordenada pela câmara, iniciou um projeto para a troca de experiências entre as instituições, no apoio à população com deficiência, disse hoje à Lusa o vereador José Carvalho.

“É um novo projeto agregador daquilo que é a parceria desenvolvida pelas nossas instituições, no âmbito de uma área tão específica, como a resposta dada à população portadora de deficiência”, explicou o responsável pelo pelouro da ação social.

Segundo o autarca, pretende-se com este projeto, designado “RIAA”, proporcionar às direções e técnicos das várias instituições um contacto mais regular e uma partilha articulada de experiências, tendo em vista melhorar os cuidados prestados aos utentes.

O autarca disse haver cerca de uma centena de cidadãos portadores de deficiência, de várias idades, que são acompanhados no âmbito da rede social do concelho, e que têm também neste projeto a oportunidade de conviver entre si.

A primeira atividade, intitulada Baile das Flores, realizou-se na quarta-feira, com utentes de todas as instituições, mas regularmente pretende-se organizar outros eventos, ao longo do ano, com os mesmos objetivos.

O autarca disse à Lusa que o novo projeto segue a filosofia de outros que já estão em desenvolvimento no concelho, nomeadamente o “Micas”, que já está consolidado”, e que envolve a população idosa do concelho, no contexto da rede social.

Sobre o “Micas”, José Manuel Carvalho, referiu tratar-se de um projeto que “demonstra a capacidade de as instituições agirem no espírito e no âmbito daquilo que se pretende” na rede social de Castelo de Paiva.

O conceito, reforçou o vereador, é agora replicado no setor dos cuidados prestados na área de deficiência, ou seja, prosseguiu, a capacidade de agregar, “por tipologia de resposta, as várias atividades”, potenciando “um espírito de parceria entre as instituições”, modelo “que tem tido resultados basta positivos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 + three =