Início Penafiel 84 novos médicos internos iniciam formação no Centro Hospitalar do Tâmega e...

84 novos médicos internos iniciam formação no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

O presidente do Conselho de Administração, Carlos Alberto, apelou à capacidade e disponibilidade dos novos médicos internos para “ir ao encontro das necessidades da população que é uma população imensa.

COMPARTILHAR

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) recebeu nesta semana, 84 novos médicos internos numa cerimónia de acolhimento que decorreu no auditório do Hospital Padre Américo, em Penafiel.

Do total de 84 médicos internos que iniciaram este ano a sua formação no CHTS, 67 são internos de Formação Geral e 17 são internos de Formação Específica, distribuídos pelas especialidades de Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia, Endocrinologia, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Interna, Ortopedia, Psiquiatria e Psiquiatria da Infância e Adolescência.

Aos novos médicos internos foram apresentados os diferentes Serviços pelos seus diretores, bem como ainda lhes foi dado a conhecer as formalidades e as dinâmicas institucionais do Centro Hospitalar.

Braga da Cunha, diretor do Internato Médico, deu as boas-vindas aos novos médicos internos e desejou o maior sucesso profissional nesta nova etapa.

O presidente do Conselho de Administração, Carlos Alberto, apelou à capacidade e disponibilidade dos novos médicos internos para “ir ao encontro das necessidades da população que é uma população imensa. O CHTS integra o Hospital de Penafiel e o Hospital de Amarante, servindo uma população superior a meio milhão de pessoas.”

Maria Inês Bertão e Nuno Amorim, os dois naturais do Porto, são internos de Formação Geral e ambos mencionaram o CHTS como uma das primeiras opções para fazerem o Internato Médico.

Maria Inês aponta a proximidade ao Porto como uma das razões para a escolha do CHTS e também por “não se tratar de um típico hospital central, existe uma maior proximidade aos utentes que vai permitir o tão esperado contacto real com os doentes”.

A localização é também referida por Nuno Amorim que assume ainda “a escolha consciente de que vinha para cá. Já conhecia o hospital e quis regressar. Nem coloquei como opção hospitais centrais “.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.